Industry Talks – João Carlos Serra, Fresenius

1. As Farmácias têm um papel crucial e de alta relevância na comunidade onde se inserem, não só no aconselhamento e dispensa de medicamentos/produtos de saúde, como também no acompanhamento das populações que servem.

Como vê o papel da Farmácia na possibilidade de trabalhar junto dos seus utentes a alimentação, como forma de melhoria na qualidade de vida?

As Farmácias são, na realidade, não apenas a porta de entrada no Serviço Nacional de Saúde como simultaneamente um ponto de apoio importantíssimo para os utentes com necessidades especiais relacionadas com a Nutrição, em especial a Nutrição Clínica.

O papel de aconselhamento ou de alinhamento de prescrição relacionado com, por exemplo, os Suplementos Nutricionais Orais ou Bolsas de Nutrição Entérica só poderá ser efetivo no momento em que os farmacêuticos aproveitem todo o manancial de informação/formação que lhes é disponibilizado através da Fresenius Kabi.

No nosso caso, quando falamos de Nutrição Clínica, temos sempre o cuidado de nos posicionarmos no semento de Malnutrição Associada à Doença. Isso permite-nos a necessária diferenciação, quer junto do profissional de saúde quer do próprio utente, os quais poderão assim reconhecer e adaptar, quer a forma correta de ingerir os produtos quer na necessidade de ter muita atenção nos requisitos de cada doente ou potencial doente, pois se há aspeto que ao dia de hoje é fundamental é o de atuar de uma forma profilática, ou seja, não deixar chegar o doente ao ponto em que um cenário de malnutrição se instale, pois a recuperação ficaria assim mais condicionada, mais cara ao SNS e reduzindo significativamente algo que não estamos ainda a valorizar corretamente que é a Qualidade de Vida.

2. Que desafios, e oportunidades, identificam neste papel da Farmácia, tendo em consideração a importância de uma nutrição adequada, às necessidades de cada pessoa, e a tónica que este assunto ganha no quotidiano da nossa sociedade?

Felizmente observamos cada vez mais interesse nesta área. Somos contactados diariamente por imensos profissionais de saúde, em especial Farmacêuticos Comunitários, com o intuito de poderem saber como ter acesso diretamente aos produtos e, por outro lado, aqueles que já trabalham ativamente o nosso portfolio, esforçam-se por terem o máximo de informação que lhes permita aconselhar devidamente o utente, sem nunca comprometer os aspetos relacionados com a toma de determinados suplementos, alguns mais complexos na sua formulação, adequando corretamente a sua utilização em função da patologia de base associada, a qual poderá significar a necessidade de recomendação de SNO´s (Suplementos Nutricionais Orais) especifico. Pensamos que esta é uma oportunidade que se apresenta às Farmácias e que constitui uma possibilidade de distinguir aquilo que a Farmácia sabe fazer melhor do que ninguém: ter uma relação de proximidade com o utente, estar disponível para o ouvir, para o aconselhar e para o tratar. Consideramos que trabalhar esta linha de produtos representa, para a Farmácia, a oportunidade de se distinguir de outros espaços de saúde, nos quais é gerada apenas uma venda, sem aconselhamento e sem a ênfase na prestação de um serviço de qualidade.

No nosso caso e considerando o facto de apenas abastecermos Farmácias Comunitárias (não abastecemos Parafarmácias ou outros espaços de Saúde), garantimos que o início de uma terapêutica nutricional com a marca Fresubin é, não só iniciada na Farmácia mas apenas e só continuada na Farmácia.

Tendo em atenção que esta área, por oposição a outros mercados trabalhados na Farmácia, não é sazonal, ou seja, o doente poderá estar em risco de malnutrição ou efetivamente já com malnutrição associada à doença em qualquer momento do ano, é uma oportunidade para que o farmacêutico possa rentabilizar o seu investimento de tempo no utente, privilegiando quem com ele trabalha em exclusivo.

3. O papel da Indústria Farmacêutica tem ganho relevância nos últimos anos, por via de investimento no negócio da Farmácia. Este investimento materializa-se não só numa perspetiva financeira, mas também em formação das equipas da Farmácia.

De que forma investem/podem investir no negócio da Farmácia, no que diz respeito a serviços de nutrição e alimentação, como forma de melhoria na qualidade de vida?

A formação é a base de tudo. Estamos certos de que nenhum farmacêutico se sentirá confortável no aconselhamento de determinado produto ou área de negócio que não domine numa perspetiva de conhecimentos teórico-práticos. É aí que a Indústria tem um papel muito relevante, mais ainda na área de Nutrição Clínica. Sabemos que a formação académica de base nesta área é reduzida e que uma grande parte do conhecimento adquirido é feito on the job, ou seja, já depois do profissional de saúde iniciar o seu percurso de uma forma ativa.

Cabe-nos a nós propiciar toda a formação necessária, própria ou através de parceiras como por exemplo a EPGSG ou outras Instituições de referência, para que o farmacêutico possa estar seguro no seu aconselhamento, formando não apenas na perspetiva teórica mas também na prática, ou seja, no caso dos SNO´s é fundamental ter a oportunidade de os provar, distinguindo-se junto do utente pelo serviço adicional e acompanhamento que presta ao utente, permitindo também diferenciar de outras opções existentes mas cujo sabor poderá ser um entrave ao inicio ou manutenção da terapêutica nutricional.

4. Neste contexto onde a alimentação é cada vez mais vista como caminho de melhoria da qualidade de vida, que mensagens chave gostariam de passar sobre o papel da Fresenius Kabi e dos seus produtos, às Farmácias, Grupos de Farmácia e Consumidor?

A Fresenius Kabi é líder em Portugal no segmento de Nutrição Clínica. Este facto advém da liderança em Nutrição Parentérica (medicamento de uso exclusivo hospitalar) mas também da posição de destaque e liderança que temos com a área de Nutrição Entérica, quer em meio hospitalar, quem nas Instituições que abastecemos diretamente (como por exemplo UCCI´s) quer no Canal Farmácia. Ao dia de hoje e em Addressable Market, somos player Nº1. Isto só é possível pela confiança, qualidade de produto e serviço que prestamos aos nossos parceiros e pelo posicionamento científico que temos. Somos uma empresa farmacêutica e não uma empresa alimentar. E isso faz muita diferença a todos os níveis, quando comparado com outras soluções que possam estar disponíveis. Inspira confiança, reconhece-se qualidade e isso espelha-se igualmente nas características das fórmulas que colocamos à disposição dos nossos parceiros. Dizemos parceiros pois não gostamos de ter clientes. O cliente espelha apenas uma relação comercial. O parceiro vai muito para lá disso, a todos os níveis.

 

Panel Heading

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui.