Quem vai ao mar, avia-se na Farmácia

Em plena época de férias, tão merecidas, depois do ano e meio mais fechado das vidas de todos nós, é essencial fazer planos antes de partir. Isto porque as férias são sempre curtas, e ninguém quer perder horas em filas, e com preocupações desnecessárias, quando o mar, o campo, a montanha ou a cidade chamam. Faça férias dentro ou fora do país, recorra à sua Farmácia de proximidade porque vai ajudá-lo a partir mais descansado, sabendo que está pronto para aproveitar estes dias, sem mais complicações.

 

A Farmácia de proximidade é, para boa parte dos consumidores, um porto seguro e a casa do primeiro profissional de saúde que consultam, numa qualquer eventualidade. Em termos práticos, reúne um conjunto de produtos essenciais, oferecendo, para além de medicação, produtos de confiança na área da cosmética ou dos primeiros socorros, da alimentação infantil ou do cuidado animal. Em suma, o ditado popular que diz «há de tudo, como na Farmácia», continua a fazer muito sentido. É possível encontrar soluções práticas, e de confiança, para toda a família. Para além das campanhas promocionais sazonais, por exemplo, na área da proteção solar, agosto e setembro são meses em que os descontos nos produtos clássicos de verão se acentuam, numa boa relação qualidade-preço.

 

Já pensou em como fazer a sua lista?

Para além de tomar nota das suas necessidades específicas, e as de quem viaja consigo, que devem ser acertadas com o médico em consulta prévia, nomeadamente em casos de doença crónica, ou necessidades especiais, há itens de âmbito geral para levar sempre consigo.

Um bom conselho de organização é levar os medicamentos da sua farmácia de viagem nas embalagens originais, e se possível as respetivas bulas. Isto poderá evitar problemas na(s) alfândega(s), caso vá para fora, e permite a rápida identificação dos medicamentos, em caso de necessidade. Como normalmente é preciso poupar espaço, retire os blisters e espalme as embalagens. Lembre-se das listas dos essenciais:

 

Medicamentos (gerais):

  • Medicamentos para dores ou febre (os que toma habitualmente nessas circunstâncias, por ex.: paracetamol)
  • Medicamento para as alergias (por ex.: anti-histamínico)
  • Descongestionante nasal (se tiver problemas de ouvidos nos aviões)
  • Pastilhas para a irritação da garganta
  • Medicação para o enjoo do movimento (por ex.: metoclopramida)
  • Medicação para a diarreia (por ex.: loperamida)
  • Sais de reidratação oral
  • Laxante suave (tipo lactulose)
  • Antiácido em pastilhas
  • Laxante
  • Antibiótico de largo espectro (quando aconselhado pelo seu médico)
  • Medicação prescrita para a viagem em quantidade suficiente (por ex.: antimaláricos, se for para países onde é aconselhada)
  • Medicação para a prevenção/tratamento da doença da altitude

 

Material para primeiros socorros:

  • Luvas descartáveis
  • Ligaduras, compressas esterilizadas pequenas
  • Termómetro digital
  • Tesoura
  • Adesivo
  • Pensos rápidos de diferentes tamanhos
  • Cremes para queimaduras solares
  • Creme antifúngico e antibacteriano
  • Hidrocortisona creme a 1% para dermatites, queimadura solar ou picada de inseto

 

Produtos de higiene:

  • Frasco ou toalhetes de solução de base alcoólica (álcool a 60%) ou antisséptica. Seve para desinfetar mãos, em tempo de pandemia, e sempre que é necessário, e ainda feridas.
  • Soro fisiológico
  • Protetor solar (mínimo SPF 30, frasco pequeno)
  • Repelente de insetos contendo DEET (30-50%), em spray ou roll-on
  • Preservativos
  • Desinfetante para água
  • Máscaras de proteção social, pelo menos em dobro do número de dias de viagem

 

 

Outros:

  • Óculos de sol e chapéu
  • Lanterna pequena
  • Pequeno canivete multiusos
  • Fósforos ou isqueiro
  • Par de óculos/lentes de contacto extra
  • Máscaras de proteção social, pelo menos em dobro do número de dias de viagem

 

Não se esqueça: este ano termos de observar, com antecedência, as normas da região de destino (exigência de testes, vacinas, certificados e quarentena) face à Covid-19. Caso vá para fora, sobretudo se viajar para ambientes muito diferentes dos habituais, e sobretudo em África, no Sudeste Asiático e nas ilhas do Pacífico, será também importante fazer a consulta do viajante pelo serviço nacional de saúde ou, em alternativa, a consulta do viajante em telemedicina, privado, feito à distância, por videoconferência.

 

Agora que já tem tudo na bagagem, respire fundo, e aproveite o descanso e a descontração destes dias. As férias são essenciais à manutenção da boa saúde. Boas férias!

 

 

Panel Heading

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui.